Novidade na Classificação Hoteleira do Brasil

Estão previstas para o mês de outubro mudanças que se referem à classificação da rede hoteleira de nosso país, o sistema oficial novo que classifica os meios de hospedagem foi anunciado durante o Conotel 2010 – Congresso Nacional de Hotéis, pelo dirigente de Estruturação, Articulação e Ordenamento do MTur – Ministério do Turismo, congresso este que aconteceu no dia 18 de agosto na cidade do Rio de Janeiro.

O que Mudou?

A novidade na classificação hoteleira do Brasil prevê sete espécies de meios de hospedagem, sendo eles hotéis, pousadas, hotel fazenda, hotel histórico, flat, resort e cama & café. As mudanças no sistema existente foram construídas após uma séria análise proveniente da experiência de vinte e quatro países, além disso, o resultado tem influência da participação de acadêmicos, sociedade civil, empresários, todos em oficinas diversas.

Sistema de Avaliação

Desde o dia 18 do mês de março até o dia 23 do mês de maio de 2010, o link de classificação hoteleira que esteve a disposição por meio do Portal do Turismo obteve um número superior a 6 mil acessos. Mas, além disso, o sistema de avaliação contou com a participação de 300 especialistas ou mais, em oficinas diversas de construção de matrizes.

Avaliação

Estes dados servem para nos mostrar que o novo sistema classificatório da rede hoteleira foi elaborado de forma bastante democrática.

A Adoção Deste Novo Sistema é Obrigatória?

Não, a adoção deste sistema de classificação é de caráter totalmente voluntário, mas o registro a ser feito junto ao cadastro oficial dos prestadores de serviço turístico do MTur, o Cadastur, é requisito obrigatório à classificação. A base principal para a formação das matrizes são os serviços, a infraestrutura e a sustentabilidade. Podemos dizer que vai se tratar de instrumento importante para a comunicação tanto com o turista quanto com o mercado.

Validade

No sistema anterior havia a necessidade de uma renovação a cada ano, já no sistema atual a classificação terá validade de 3 anos, sendo que este novo sistema não prevê as pontuações utilizadas no sistema de 1990.

Classificado

Todo meio de hospedagem que for classificado será identificado por meio de estrelas, devendo atender a determinados itens obrigatórios (mandatários) ou flexíveis (eletivos). Para obter a classificação é necessário que o equipamento cumpra com 100% dos requisitos obrigatórios e com 30% dos requisitos eletivos.

Próximos Passos

Durante o próximo semestre serão realizadas diversas ações de mobilização, disseminação e sensibilização, além dos cursos para a formação dos inspetores. Estas medidas demonstram uma preocupação do MTur com a qualidade, pois não basta apenas ter aeroportos e infraestrutura, se faz necessário oferecer um atendimento de qualidade aos turistas.

Ministerio

No momento em que há incentivos quanto à qualificação há incentivos na qualidade do serviço prestado.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Legislação do Turismo

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *