Jardim Botânico Real

Viajar é um dos grandes prazeres da vida. Isso porque, conhecer locais novos, pessoas e culturas diferentes, além de sair da rotina, enriquece o nosso conteúdo intelectual e, de quebra, relaxa das tensões e angústias urbanas. Muitas pessoas, pensando nisso, sempre dão um jeito de guardar um dinheiro e realizar viagens, tanto nacionais quanto internacionais.

No Brasil, por exemplo, um dos destinos mais escolhidos para se curtir férias é, justamente, o litoral do país, sobretudo no Nordeste, no qual suas praias são consideradas as mais bonitas do país e, também do mundo. O litoral de São Paulo, também, é um dos mais frequentados, sendo a cidade de Ubatuba e Guarujá um dos mais procurados por conta de suas praias e águas.

No entanto, existem outras pessoas que preferem locais menos “molhados” e que estejam localizados em destinos internacionais. É o caso das pessoas que preferem destinos que estejam em países como s EUA, onde as cidades de Nova York e as cidades de Los Angeles são as mais procuradas para visitação. Outro país que também é um reduto de visitantes é a Austrália, que está localizada no continente da Oceania, e é um dos países mais ricos dessa região. Lá, na cidade de Sydney, encontra-se o Jardim Botânico Real, que é o assunto do nosso artigo de hoje. Aqui, você vai conhecer um pouco mais sobre a cidade de Sydney, bem como algumas informações sobre o Jardim Botânico Real, que é um dos pontos turísticos que a cidade oferece. Vamos lá?


Sydney: Uma das Mais Populosas Cidades da Austrália

Sydney é uma das cidades mais importantes para a Austrália e, muitas vezes, é confundida como sendo a capital do país, sendo esse título outorgado a outra grande cidade, que é Camberra. A cidade está localizada na costa sudeste do país, ao longo do Mar da Tasmânia, e é, além de maior cidade da Austrália, a cidade mais populosa de toda a Oceania. Uma das características que auxiliam economicamente a cidade de Sydney é por conta de a cidade estar em torno de um porto natural que é reconhecido como o maior do planeta.

Antes da colonização britânica, o local era habitado pelos indígenas australianos, sendo que esses nativos povoaram diversas porções do território australiano. Deve-se lembrar de que, no centro do território, há um enorme deserto, sendo as áreas litorâneas as mais densamente povoadas. Em 1788, quando os primeiros colonizadores chegaram, fundaram a cidade com o objetivo de ela ser um local para a deportação de presos britânicos, que iam para o local como forma de punição.  No entanto, o transporte de tais preços terminou 12 anos após ter iniciado, no ano de 1800. Desde então, a cidade passou a se modernizar tanto na forma de economia como culturalmente e socialmente. Atualmente, a cidade de Sydney conta com mais de 4,39 milhões de habitantes, onde 1,5 milhão desses não é natural da cidade, e sim, estrangeiro de diversos locais do planeta, o que demonstra que, não só Sydney, mas a Austrália em si, apresenta uma grande miscigenação social. Para dar ainda mis força para o multiculturalismo presente em Sydney, mais de 250 línguas são faladas na cidade, e, ainda, cerca de um terço dos habitantes da cidade falam mais de uma língua além do inglês, língua universal do planeta.

A enviada de presos pelos colonizadores à Sydney fez surgir um  movimento de desenvolvimento à cidade, já que os mandados para lá se encarregaram dos serviços públicos pesados, como a construção de pontes, edifícios públicos entre outros locais que possibilitavam o desenvolvimento e o crescimento econômico da cidade. E, durante o século XX, o boom da industrialização que já atingia outros países desenvolvidos, fez com que vários imigrantes fossem se aventurar pela cidade australiana, encantados com a possiblidade de melhoras as condições de vida. Portugueses, japoneses, chineses, entre outras nacionalidades começaram a desembarcar de forma mais intensa no país durante o início desse século. Hoje, as comunidades internacionais dentro de Sydney tem forte presença na economia da cidade além, também, de acrescentar itens culturais a já rica cultura australiana. Vale lembrar que a Austrália é um dos países com economia mais estável do planeta, não entrando em recessão econômica há mais de 25 anos.

O Jardim Botânico Real de Sydney

O Jardim Botânico Real de Sydney está localizado, obviamente, na cidade australiana, e é um dos locais mais bonitos e descontraídos da cidade, já que o verde presente em cada metro quadrado da área do parque é densamente povoado com árvores e plantas, fazendo com o que o verde presente na área seja agradável aos olhos. A sua fundação ocorreu no ano de 1816, quando a cidade já fava sinais que, em pouco tempo, se transformaria em uma cidade desenvolvida. Localiza-se perto da Baía de Sydney, estando perto, também, da conhecida Sydney Opera House, que é uma das casas de ópera mais conhecidas em todo o planeta.

Além de ser um parque, o Jardim Botânico tinha como função ser um instituto de pesquisa na Austrália, já que o local conta com mais de 1,2 milhão de espécimes de plantas e, também, de animais.


Como há a presença de várias espécies de plantas, o local é um ótimo reduto para pesquisadores, biólogos, engenheiros florestais e demais pessoas que sejam entusiastas do mundo da flora. Cientistas e pesquisadores de diversos locais do planeta viajam até a cidade somente para conhecer esse verdadeiro santuário das plantas.

No local, é possível realizar caminhadas, corridas, andar de bicicleta, fazer piqueniques ou, simplesmente, sentar-se no gramado – que está sempre aparado- para tomar um banho de sol e contemplar as belezas que o parque apresenta. É possível ver também que muitos australianos usam o local para realizar corridas e caminhadas, além de outros tipos de esporte no local.

Para visitar o local, não é necessário o pagamento de entrada, sendo um local público, exceto na área do “Centro Tropical” que, recentemente, passou por uma reforma. Abre às 07 horas da manhã e tem horário de fechamento entre as 17:00 até as 20:00, dependendo da época do ano que a visitação ocorra.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Oceania

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *