Dicas de Intercambio no Canadá

Por muitos anos os Estados Unidos foi o destino mais procurado para intercâmbio. Mas muitos estudantes e programas de estudos no exterior começaram a buscar o Canadá por diversos motivos: melhores custos de viagem, cidades menos lotadas e boas escolas. O Canadá, país mais ao norte da América, tornou-se ao longo dos anos uma ótima opção para os estudantes brasileiros.

O Canadá também ganha em aprendizado para intercâmbio em seu sotaque. Como eles são de descendência inglesa, o sotaque é mais lento e acentuado, tornando mais fácil o aprendizado. Com certeza não é a mesma coisa aprender inglês nos Estados Unidos, rápido e confuso e com diversas gírias, que aprender inglês no Canadá, com uma fala mais pontual e palavras bem soletradas. Falar com canadenses nas ruas é bem mais simples que em outros países, sendo comparado apenas à Inglaterra.

O primeiro passo para o estudante que quer estudar por lá é tirar seu visto. Ao contrário do visto para os Estados Unidos, a burocracia é mais rápida e o visto sai em menos de 15 dias se tiver tudo correto. Os custos são equivalentes a maior parte dos vistos, com processo de documentação semelhante. É preciso ir na embaixada e informar qual seu tipo de viagem: turismo, morar lá ou estudante com visita rápida. Com papéis em mãos e passagem rápida, é só curtir a viagem e seguir algumas dicas que vamos dar abaixo.

Prefira Casa de Família

Dependendo de onde você vá estudar, existem diversos tipos de hospedagem para intercambistas, mas nenhuma é mais barata que casa de família ,conhecido como ‘homestay’. Você irá morar com famílias cadastradas em programas para receber moradores do exterior e pagará por isso, mas alguns custos como alimentação, serviço de quarto e lavagem de roupa serão reduzidos. Basta pedir para usar a máquina de lavar dos donos da casa, que não costumam cobrar pelo serviço.

Ficar em casa de locais ainda tem como vantagem o fato de você poder viver mais de perto a rotina de um canadense. Será imerso em sua cultura e obrigado a falar o novo idioma, por isso a aprendizagem costuma ser mais rápida. Ainda poderá fazer diversos amigos e conta com um local seguro para deixar suas coisas. Hotéis nunca são 100% seguros.

Escolha Cidades Próximas a Toronto, mas não a Capital

Em qualquer intercâmbio, ficar na capital do país é mais caro. No Canadá há diversas cidades próximas com escolas para estrangeiros e com preços mais baixos. Uma dica é Barrie, que fica a 150 km da capital e com ótimas escolas e uma vida social ativa para os jovens.

Mas Toronto tem uma vantagem: faculdades. Se sua opção é por intercâmbio universitário, a capital pode ser a melhor pedida. Vancouver também é uma boa pedida, mas com custos mais altos por conta do seu turismo forte e a grande quantidade de visitantes.

Curso de Férias é uma Boa Opção

Para quem tem dificuldades em comunicação com a língua inglesa, curso de férias é sua melhor opção para não ter dificuldades em comunicação. Uma imersão total sempre dá bons frutos, mas apenas se você se dá bem com o idioma estrangeiro e com as principais matérias da escola. Já tentar trocar o ensino médio pelo estudo em outro país pode gerar alguns problemas de aprendizagem e déficit de ensino que não serão supridos, causando problemas no vestibular brasileiro.

Um curso de férias de dois meses é um bom começo para aprender mais sobre outro idioma se a proposta é aprender a língua e um pouco da cultura. Como as férias escolares do Brasil começam em dezembro e vão até começo de fevereiro, seria um período bacana para aprofundar a língua estrangeiras.

Prefira Alimentação Caseira

O canadense é um pouco norte americano no cardápio, com muitos alimentos industrializados e bastante fast food. Aliando isso à um clima frio, o ganho de peso pode ser um dos problemas enfrentados pelos viajantes. O ideal, portanto, é buscar alimentação de supermercado mesmo se você ganha peso com facilidade e quer manter a saúde, como frutas e verduras. Os canadenses comem um pouco melhor que os norte americanos, mas lanches com frituras são comuns em sua dieta também.

Aprenda Francês Também em Vancouver

Você pode viajar para aprender inglês e voltar com outro idioma na bagagem. O francês é falado amplamente em Vancouver, província britânica do Canadá, e tido como segundo idioma. Você pode nas suas férias ir para aprender um idioma, mas voltar com dois.

Estudar e Trabalhar Acelera o Aprendizado

Em um intercâmbio, quanto mais oportunidades você tiver para soltar a língua e usar outro idioma melhor ainda. Por isso trabalhar em empregos simples como atendente de lanchonete e cafeteria vai ajudar. Você vai lidar com o público, forçando a mente para trabalhar com mais agilidade. A imersão no novo idioma é mais rápida e por isso o aprendizado costuma ser acelerado. E você ainda ganha com isso!

Existem diversas agências e programas brasileiros que trabalham com esta combinação de estudo e trabalho no mesmo pacote. Você pode ter aulas em um turno e trabalhar em outro, com um intervalo para descanso. É uma forma de tornar a sua viagem lucrativa também.

Alguns Cursos Podem ser Mais Úteis Para Quem já é Formado

Os programas de intercâmbio podem ser voltados para adultos também, e pode ser mais interessante ter aulas de um estudo mais focado, como marketing ou focos em reuniões empresariais. Tudo depende de sua necessidade de trabalho. Se a proposta é estudar inglês para lidar com clientes de multinacionais, pode ser mais interessante se voltar para cursos relacionados ao tema, pois o inglês do dia a dia pode não te ajudar no meio empresarial. Os termos são bem diferentes.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
América

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *