São Roque de Minas MG – Serra da Canastra

A cidade de São Roque de Minas, localizada em Minas Gerais, é um dos municípios que fazem parte do circuito turístico da Canastra. Um dos motivos que fazem dessa cidade é um dos destaques turísticos de Minas é o fato de abrigar grande parte do parque da Serra da Canastra assim como as suas atrações principais dentre as quais estão a nascente histórica do Rio São Francisco e a Casca d’Anta que numa queda livre chega a atingir pouco mais do que 160 metros sendo a terceira do país.

O município ainda oferece aos turistas opções de cachoeiras no entorno da Serra da Canastra. Um município que possui uma excelente estrutura para atender bem aos turistas além de ter boas alternativas de restaurantes e hospedagem. Uma cidade do interior cujos habitantes conservam os costumes e a tranquilidade da cidade do interior.

Atrações de São Roque de Minas

Na cidade, propriamente dita, a dica é visitar a praça que recebe um movimento significativo nos finais de semana. As principais atrações para quem visita a cidade é conhecer os parques e a Serra da Canastra.

Parque Nacional da Serra da Canastra

A criação do parque se deu no ano de 1972 com o objetivo de preservar as nascentes do Rio São Francisco. Esse parque conta com diversas espécies de flora e fauna pertencentes ao cerrado do país em seu território. Uma das características marcantes desse parque é possuir uma parte alta na serra com um chapadão com diversas nascentes. Além disso, o parque conta com vários atrativos naturais como as suas belas paisagens, cachoeiras como Antônio Ricardo e o Poço das Orquídeas, flora e fauna bem variada.

Dica – Nas cachoeiras do Capão Forro e na Cachoeira do Nego são praticados rappel e canyoning.

Rio São Francisco e Sua Nascente

A cidade de São Roque de Minas fica a 320 km da cidade de Belo Horizonte e a 550 km de São Paulo. O rio São Francisco passa pela cidade e de acordo com alguns estudos mais recentes a sua nascente real e geográfica fica no município de Medeiros também em Minas Gerais. Nesse município está localizada a chamada nascente histórica do rio com mais ou menos 1200 metros de altitude, durante muito tempo essa nascente foi tida como a nascente verdadeira.

Trata-se de um rio de unidade nacional que na sua primeira queda cai de uma escarpa da serra que possui 186 metros de altura e assim forma a famosa Cachoeira D’Anta. Chega a percorrer mais de 3000 metros de forma que consegue banhar cinco estados do país e deságua no mar de Sergipe e Alagoas.

Casca d’Anta

Dentre as cachoeiras mais procuradas pelos turistas está a Casca d’Anta que possui uma queda do alto da serra que pode ser avistada mesmo a quilômetros de distância. Trata-se de uma das cachoeiras mais procuradas pelo fato de ser uma das mais próximas de São Roque de Minas, fica a cerca de 7 km do centro.

Vale a pena ainda conferir a parte de baixo em que existem inúmeras quedas com poços refrescantes para o banho. Para chegar a cachoeira é preciso fazer um caminho a pé de 15 minutos passando por uma trilha tida como leve. O local tem toda uma estrutura criada para receber os turistas. Existe uma taxa de visitação por pessoa.

Serra da Canastra

Uma alternativa bem interessante de ecoturismo, a Serra da Canastra, também é muito bonita. O turista que percorrer a serra verá de perto mais de 30 cachoeiras, tanto no parque como no seu entorno. As cachoeiras ainda formam duchas e piscinas naturais e na sua riquíssima fauna estão inclusos lobo-guará, veado campeiro, pato mergulhão, gavião caracará entre outros.

Nesse parque o turista tem acesso a vegetação típica do cerrado brasileiro com belos campos rupestres e manchas que fazem a indicação da zona de transição entre o cerrado e a Mata Atlântica. Dentre as espécies é possível avistar pau-santo, lixeira, orquídeas, fruta-do-lobo entre outras.

Vegetação na Casca D’Anta

Quem chega ao alto da Casca D’Anta é surpreendido por arnicas, canela entre outras vegetações rupestres. Uma curiosidade é que o nome Canastra vem do fato de que em alguns pontos do parque a vista da Serra é circundada por escarpas que criam uma imagem que parece um baú ou uma canastra.

Clima

Nessa região não existem temperaturas extremas sendo que em julho a mínima é de 17°C e em janeiro a temperatura mais elevada é a de 31°C. O parque se encontra localizado na região sudeste do estado de Minas Gerais e está presente nos municípios de São Roque de Minas, Sacramento e Delfinópolis.

O Acesso a Serra da Canastra

Para chegar ao Parque Nacional da Serra da Canastra são utilizadas as rodovias que fazem a interligação da região do Triângulo Mineira com Belo Horizonte e São Paulo, capital. Quem sai de Belo Horizonte pode chegar ao parque através da MG-O50 que possui entroncamento com a BR-381 na cidade de Betim passando por outros municípios como Divinópolis, Formiga e Piumhi.

Passando por Piumhi através de uma estrada asfaltada, a MG341, se chega ao município de São Roque de Minas. A cidade é a sede que fica mais próxima do parque tendo uma distância de cerca de 7 km da entrada principal que é a portaria I. Quem visita esse parque deve ter o maior cuidado para não deixar lixo pelo caminho e nem causar estresse para os animais.

Circuito Turístico da Canastra

Esse circuito turístico da Canastra fica localizado na confluência das mesorregiões do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba que ficam no oeste do estado. Nesse circuito estão seis municípios que são: São Roque de Minas, Araxá, Sacramento, Campos Altos, Tapira e Perdizes.

O grande destaque desse circuito é com certeza o Parque Nacional da Serra da Canastra que como já dissemos acima conta com a nascente histórica do Rio São Francisco, um local que com certeza ficará na sua memória por muito tempo. Para planejar a sua viagem para São Roque de Minas é importante contar com a ajuda de uma boa agência de viagens.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Parques Nacionais

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *