História da Cachoeira da Mariquinha Ponta Grossa

A bela Cachoeira da Mariquinha em Ponta Grossa fica a somente duas horas de Curitiba, capital do Paraná. Trata-se de uma região com formação geológica diferenciada situada no Segundo Planalto Paranaense e que já se tornou uma praia improvisada para quem está distante do litoral do estado. Então que tal conhecer um pouco mais sobre esse destino de passeio e relaxamento?

A Beleza dos Campos Gerais

Para começar a ter a dimensão da beleza dessa cachoeira é interessante entender um pouco mais sobre a região em que ela está situada, a dos Campos Gerais. A vegetação predominante nessa parte do planalto paranaense lhe confere um visual exótico que se assemelha as misteriosas savanas africanas. A fauna também contribui para atribuir uma aura diferenciada na forma de animais como o Lobo Guará.

Ao passear pelos Campos Gerais é possível deslumbrar o olhar com formações de calcário e arenito que foram esculpidas pela ação do vento. Completam o cenário os incríveis pinheiros e as cascatas de água cristalina. Uma região que tem sido cada vez mais procurada pelos adeptos de cicloturismo.

A Cachoeira da Mariquinha

Localizada a apenas 30 km do centro da cidade de Ponta Grossa essa cachoeira é uma unidade de conservação. Para ter acesso a toda a sua exuberância e beleza é necessário passar por uma trilha cercada por formações de arenito e mata nativa. A trilha passou por uma reforma completa e os trechos mais complicados agora contam com corrimão tornando fácil para todo mundo chegar a cachoeira.

A cascata dessa cachoeira tem 30 metros de altura e se pode observar aos seus pés a formação de um balneário de beleza fantástica. A estrutura local é mantida pela família Schebel que é proprietária do espaço. Os visitantes tem acesso a uma lanchonete que comercializa lanches, bebidas e sorvetes além de churrasqueiras e banheiro com chuveiros aquecidos. Há espaço para acampamento com diária no valor de R$ 15,00.

O ingresso para quem está de passagem, sem acampar, é R$ 7,00 sendo que crianças menores de 5 anos de idade não pagam. Está aberto todos os dias no período de 8h às 20h. Para ter uma visita mais agradável é indicado levar roupas e tênis para caminhada, roupas de banho, uma muda de roupa para ir embora, protetor solar e repelente.

Prepare-se

Para aqueles que se empolgaram com a ideia de conhecer a Cachoeira da Mariquinha a dica é se preparar para enfrentar a estrada de acesso ao local que não tem pavimentação e que durante a época de chuvas pode apresentar uma série de buracos. Outro ponto relevante é que nos fins de semana e feriados a cachoeira costuma ficar cheia. Se você prefere um passeio mais sossegado a dica é tentar fazer sua visita durante a semana.

Como Chegar a Cachoeira da Mariquinha

O acesso à cachoeira se dá através da Rodovia do Talco – PR 513. Ao chegar ao Km 18.6 a partir do campus Uvaranas da UEPG é necessário virar a direita chegando a uma estrada sem pavimentação. Numa bifurcação, após percorrer 1,4 km, vire a direita e continue por cerca de 12 km.

Conheça Também o Buraco do Padre

Uma bela furna que possui em seu interior uma cascata de 30 metros com águas do Rio Quebra Perna e cujo nome se deve ao fato de que os padres jesuítas gostavam de meditar no local. Para ter acesso a furna é necessário passar por uma trilha composta por alguns obstáculos naturais.

A passagem pela trilha é especial pela beleza que existe no caminho, os turistas encontram ainda duas pequenas quedas d’água com pedras em seu entorno em que é possível curtir momentos de relaxamento. Na entrada há uma fenda entre os paredões que separa os dois morros.

No famoso buraco do padre é possível sentir a água caindo sob as suas costas promovendo intenso relaxamento. Também é uma unidade de conservação, está situada na Região de Itaiacoca, Ponta Grossa. Desde 2005 faz parte do Parque Nacional dos Campos Gerais.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Natureza

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *