Gruta Rifaina

A cidade de Rifaina se encontra no estado de São Paulo, na região Sudeste do Brasil e apresenta uma população de um pouco mais de três mil e seiscentos habitantes. Esse município pertence a uma região chamada de “Circuito dos Lagos”, uma vez que conta com represas de lagos, como o Lago Jaraguá, por exemplo, originados do Rio Grande e que forma uma espécie de praia, como se fosse um litoral, onde várias pessoas vão para desfrutá-lo.

Rifaina foi primeiramente habitada a partir da criação do chamado Arraial do Cervo, na porção esquerda da margem do Rio Grande, entre a demarcação do córrego do Cervo e do córrego da Casa Branca, que atualmente é a região do Igarapava e que, na época, foi elevada a freguesia a partir da nomeação de “Santo Antônio da Rifaina”. Ao longo da passagem dos anos, o nome mudou para apenas Rifaina. Para abrigar os turistas que visitam essa região cheia de lagos, ao longo das margens do Rio Grande há diversas casas e marinas de alto padrão.

Os turistas provêm de diversas regiões do Brasil, mas, em uma maior quantidade, eles saem de regiões e de cidades do interior de São Paulo, para visitar Rifaina, principalmente de Franca e de Ribeirão Preto, além de Uberaba, que é uma cidade mineira. Eles vão à região principalmente para visitar o lago artificial, que conta com cerca de trinta quilômetros quadrados de área, contendo águas de baixo turbilhonamento, o que favorece a prática de mergulho, recreação e, até mesmo, de esportes náuticos, como o jet ski, por exemplo.

Desde o ano de 2017, a cidade de Rifaina foi elevada a um Município de Interesse Turístico, um MIT, a partir de um Projeto de Lei (PL) que foi aprovado pela Assembleia Legislativa do estado de São Paulo, a ALESP, no dia 9 de maio. Esse ocorrido foi considerado uma grande vitória para a cidade que sempre sonhou com isso, uma vez que o turismo é uma de suas principais fontes de movimentação econômica, tanto que a votação ocorrida na ALESP ocorreu com unanimidade entre os deputados estaduais. O então governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, sancionou, no dia 31 de maio do mesmo ano, as leis que oficializaram, além de Rifaina, mais dezenove cidades do estado como MITs. Tendo esse título, Rifaina passou a receber um pouco mais de quinhentos e cinquenta mil reais por ano para serem destinados à manutenção e criação de atividades e estruturas turísticas na cidade.

Rifaina também é um ponto que permite que as pessoas possam acessar facilmente outros pontos turísticos, como o Balneário Águas do Vale, o Parque Náutico Jaraguá (que, na verdade é a represa Jaraguá), além da Gruta dos Palhares. Há, ainda, a cidade de Pedregulho, que fica a cerca de trinta e quatro quilômetros de Rifaina e, ao ligar em sua prefeitura, você pode obter algumas informações a respeito das atividades turísticas que abrange toda a região. Pedregulho, em si, também conta com um “potencial náutico”, que é o chamado Estreito e que tem a represa da Hidrelétrica de Estreito com cachoeiras que infelizmente nem todos podem desfrutar, uma vez que muitas delas se encontram dentro de territórios privados.


Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Natureza

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *