Fenda da Freira Ponta Grossa

A Fenda da Freira está localizada dentro da área de proteção na região de Itaiacoca. Está integrada ao Parque Nacional dos Campos Gerais, que compreende os municípios de Carambeí, Ponta Grossa e Castro no Paraná. O acesso ao parque se dá pela rodovia do Talco, a PR 513, no km 14. Tomando como ponto de referência o Campus Uvaranas da Universidade Federal de Ponta Grossa (UFPG) é necessário percorrer aproximadamente 16 quilômetros e então vire à direita em uma estrada de chão. Percorridos mais 6 quilômetros, logo à esquerda fica o acesso ao parque.

O parque possui como objetivo primordial a preservação da fauna e flora e seus ecossistemas naturais ali existentes, além de possibilitar o estudo da área em pesquisas científicas, visitações e turismo ecológico e atividades de educação e conscientização. O parque foi criado no ano de 2006 com o propósito de preservar as nascentes dos rios na região, além de resguardar plantas nativas como os campos de araucárias e inibir a expansão da agricultura no território.

A região protege vários ecossistemas, área de transição, de banhado, campos e florestas de araucárias. Em percentual de preservação o espaço possui cerca de 30% de sua área formada pela floresta e campos naturais e apenas 0,2% de cobertura original. É uma formação rochosa, e em algumas partes de cânion formada há milhões de anos pelo rio que corta a reserva. Ali é foco de pesquisas nas áreas de geomorfologia, biologia, geologia e agronomia. Além da riqueza natural, é possível também verificar a cultura indígena que por ali passou através de pinturas rupestres deixadas por seus antepassados que ali viviam.

A área que hoje compreende o parque foi marcada pela passagem de tropeiros que andavam sob a região do Caminho do Viamão, que iam do Rio Grande do Sul até São Paulo. Eram terras predominantemente ocupadas pela atividade agropecuária, e com a passagem dos tropeiros, ao longo do caminho foram surgindo as primeiras cidades como Jaguariaíva, Arapoti, Palmeira, Sengés, Piraí do Sul e Palmeira. E ali foi construído o Santuário de Nossa Senhora das Brotas, a qual foi reconhecida como a padroeira dos Tropeiros.

A região é culturalmente rica, influenciada grandemente por povos advindos da Europa como holandeses e outros como povos como o Batavo, Witmarsum, Castrolanda e Capal (origem eslavo germânico). A região do Buraco do Padre, local próximo a Fenda da Freira leva este nome graças aos jesuítas que por ali passaram. Lá foram realizados missas e cultos para a conversão de índios, principalmente da etnia Umbu e Umaitá, ao cristianismo.

Infraestrutura do Parque

O parque possui muitas trilha muito bem sinalizadas, estruturadas e acessíveis a todos os pontos do parque, ao buraco do padre, cachoeiras, fenda da freira. Ali é possível desfrutar de um momento de relaxamento, admirando a natureza e sua imensidão sobre nós, que nos torna tão pequeninos perante a grandeza da mãe natureza. Há espaços com uma densa mata originária, paredões de pedra, rios e cachoeiras, além do incrível nascer e por do sol.

No local há espaço para acampamento, trilhas, churrasqueiras, além de alguns quiosque que oferecem uma variedade de refeições por um preço justo. O horário de visitação compreende os dias de quinta-feira, sexta-feira, sábado, domingo e feriados das 9 horas até as 17 horas. Para entrar no parque é necessário pagar um valor de R$16,00, ou para crianças com menos de 6 anos de idade, estudantes, professores, doadores de sangue e adultos com mais de 60 anos de idade podem pagar a meia entrada (R$ 8,00) , sempre com a carteirinha de comprovação. O bacana é que não é necessário realizar agendamento de visitação e não há preços especiais para visitações para grupo de visitação.

Para mais informações entre em contato diretamente com a direção do parque por meio de telefone e e-mail que seguem.

e-mail : passeios@buracodopadre.com.br | Telefone : (42) 3220-1814

O Buraco do Padre

O buraco do padre é um dos atrativos turísticos do parque, possui uma estrutura cavernosa, e é tido por muito como um anfiteatro subterrâneo e de altura possui mais de 40 metros de altura com um diâmetro de 30 metros. A queda de água é exuberante e ao adentrar nesta maravilha esculpida pela natureza é possível apreciar o canto de pássaros ecoarem, além de plantas que brotam em suas paredes e a incrível queda de água que possui. É um estrutura de grande cânion, esculpida por milhões de anos pelo rio que adentra o parque, o rio Quebra Perna. O nome Buraco do Padre está diretamente ligada a sua história, muito antes, aquele lugar era espaço em que os padres jesuítas realizavam suas meditações.

O acesso ao local é fácil, é por meio de uma trilha muito bem sinalizada e não possui obstruções como pedras ou momentos de escalagem para chegar ao buraco. É muito acessível, sendo possível até cadeirantes chegarem ao local sem dificuldades.

A Fenda da Freira

A Fenda da Freira fica localizada há cerca de 500 metros do Buraco do Padre. A Fenda é incrível e digna de muita atenção, é uma beleza cênica, composto por paredões rochosos imensos. É composto por um sistema de fraturas, com estruturas que são compreendidas de embasamento proterozóico.

Em estudos de formação rochosa, a Fenda da Freira é destaque em suas estrutura, desta saem cavernas e grutas no parque, sem muita extensão, porém com grande importância no campo dos estudos e também para os ecossistemas da região que aborda. A sua formação se deve a formações tectônicas e geológicas, que ao longo do tempo contou também com fatores água, ventos, erosões mecânicas e química na sua formação.

O acesso a Fenda da Freira é um pouco mais dificultado quando comparado ao que dá acesso ao Buraco do Padre, já que é um pouco íngreme. A caminhada dura cerca de 30 minutos, e dependendo do dia, é aconselhável até levar um casaco, já que a temperatura dentro da Fenda das Freiras é bem baixa, mesmo estando altas temperaturas no lado de fora. É constituído por dois paredões imensos e um chão arenoso.

Se você ficou interessado em conhecer a Fenda da Freira e também o Buraco do Padre, assista a esse vídeo feito pela blogueira de viagens Manu Fernandes. Dá uma olhadinha nessa maravilha que a natureza nos oferece e nos surpreende!

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Natureza

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *