Museu Vivo da Memória Candanga

Os museus são grandes atrativos para as pessoas que querem conhecer a história do pais em que está, seja para turistas ou até mesmo para as pessoas que residem no pais. Ele tem grande papel na área da educação também, diversas escolas fazem passeios para aproximar um pouco os alunos da realidade histórica que contam os livros de história e artes. E no Brasil não seria diferente, nos museus, geralmente, há belíssimas obras de artes de famosos pintores, objetos históricos e únicos onde a possibilidade de uma pessoa ver isso de perto seria impossível, mas os museus possibilitam essa oportunidade, há também a tecnologia que avança a cada momento e não poderia ficar de fora. A arquitetura do local também é algo atrativo, com belíssimas estruturas para encantar os visitantes e deixar o ambiente agradável e acolhedor.

Museus Brasileiros

No Brasil há museus que são a atração do pais, alguns deles são: Museu da Língua Portuguesa em São Paulo, onde fazem apresentações sobre a língua falada no pais. É referencial na área da tecnologia interativa também. Há também o Museu da Pinacoteca do Estado de São Paulo, foi o primeiro a ser construído em São Paulo e tem como atração principal as produções artísticas do século dezenove até os dias atuais. O Museu Nacional das Belas Artes, situado no Rio de Janeiro é um dos mais famosos do pais. Há mais de setenta mil obras de artes como pinturas, quadros, gravuras, desenhos, esculturas. É um museu de rico acervo.

O Museu do Instituto Inhotim em Minas Gerais, é considerado o maior museu do mundo ao céu aberto. Esse museu conta como uma atração especial a natureza, que são cerca de cinco mil espécies de plantas que formam uma área representativa da floresta amazônica. Contam também com esculturas, figuras, desenhos, gravuras e obras de artes de diversos artistas nacionais e internacionais. E o Museu Oscar Nieymeyer, conhecido também como o Museu do Olho, localizado no município de Curitiba, onde expõe diversas obras nacionais e internacionais, o museu conta ainda com uma sala de mini auditório onde pode se realizar palestras, entre outros entretenimentos. E também um espaço para café, eventos e lojas de lembrancinhas.

E há em especial o Museu Vivo da Memoria Candanga, ele foi construído nas instalações que existia de um hospital, o hospital Juscelino Kubitscheck. O hospital e o alojamento feito para os funcionários do hospital foram construídos em mil novecentos e cinquenta e sete, com a estruturas de madeira que foram construídas rapidamente, em apenas dois meses. Mas o hospital não teve muito sucesso financeiro e foi desativado por volta de mil novecentos e setenta e quatro. Mas depois que o hospital faliu e foi desativado, os funcionários continuaram morando nos alojamentos e atraiu muitas pessoas que algum tempo depois foram realojadas devido ao tombamento do local em mil novecentos e oitenta e cinco.

Hoje o local foi reformado, mas são preservados as memorias da época dos candangos. O acervo recebe várias obras históricas da cidade de Brasília. Tem feiras de artesanatos para as pessoas locais e as oficinas para aprenderem a arte e também as comprar como lembrança do local. A principal exposição do Museu Vivo da Memoria Candanga é a Poeira, Lona e Concreto que retrata a construção da cidade de Brasília, tendo também como conjunto dessa exposição uma maquete da cidade toda. No local do antigo hospital também está presente uma antiga biblioteca, que contem livros de diversas coleções. Tem um local amplo de lazer para que os visitantes podem admirar a beleza natural, conta com área de lazer voltada para crianças, um bosque e restaurantes, conta também com um tele centro com computadores e tecnologia, e um espaço para apresentações e eventos.

Tem o nome de Museu Vivo da Memoria Candanga porque historicamente Brasília foi formada pelos candangos, por volta de mil novecentos e cinquenta e seis. O museu é feito de madeira para preservar as características daquela época. Hoje em dia é museu mais querido de Brasília, pois passam para os brasileiros e para os estrangeiros que vem conhecer o local a importância dos candangos na época e como a cidade foi construída, mantendo no local toda a arquitetura da época.

O museu pode ser visitado durante a semana, de segunda feira ao domingo, das nove horas da manhã até as cinco horas da tarde. Para as escolas que quiserem fazer a visitação no local é necessário ligar parar agendar a visita de segunda feira a sexta feira. A entrada é gratuita.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Cultural

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *