Pororoca

A pororoca é um fenômeno da natureza que acontece quando duas correntes ou marés em direções opostas se encontram. É um espetáculo natural de rara beleza e violência, e acontece também na França e na India, mas é no Brasil, no encontro do Rio Amazonas com o mar que ele acontece com mais intensidade.

Amazonas

O Que é a Pororoca?

A palavra Pororoca vem do idioma Tupi  “Pororoka” que pode ser traduzida como “causar grande estrondo – estrondar”.  A pororoca é definida como um fenômeno natural que acontece quando as águas do mar  invadem um rio, na forma de uma imensa onda que vai de encontro com a corrente fluvial. Nas suas manifestações mais violentas esta onda pode chega a atingir 6 metros de altura, uma velocidade de 30 quilômetros por hora e durar o impressionante tempo de uma hora e meia adentrando até 50Km ao longo do Rio, podendo causar destruição em suas margens. A pororoca recebe o nome de marcaret na França onde acontece no Rio Siena, e no Rio Ganges na Índia recebe o nome de bore, mas é no litoral norte brasileiro é que o fenômeno acontece com mais violência e beleza, atraindo turistas de todo o mundo além de surfistas.

Pororoca

A Força da Natureza

A pororoca só acontece nas regiões que possuem grandes marés, assim o Rio Amazonas, despejando cerca de 12 bilhões de litros de água por minuto no Oceano Atlântico se torna o melhor lugar do mundo para o fenômeno. Somam-se a isto as altas marés e os ventos que empurram essa maré diretamente para os estuários. As pororocas acontecem de maneira mais violenta nos meses de março e abril durante as luas cheias e as luas novas, coincidindo com o período de cheia do Rio Amazonas. Durante a maré alta se formam ondas cerca de 30 km da costa e seguem em direção aos rios que se afunilam e ficam mais rasos fazendo com que a onda cresça e ganhe velocidade e força a ponto de fazer com que a direção da correnteza do rio seja invertida, para logo depois voltar ao normal. Esse fenômeno se repete 12 horas depois, na próxima maré alta. Nas pororocas mais violentas a onda arranca arvores, leva arvores  e tudo o mais que encontrar pela frente. Os habitantes da região já acostumados se protegem e sabem reconhecer os sinais da pororoca muito antes dela chegar, pois é sabido que poucos momentos antes da onda chegar reina um silencio absoluto para logo chegar a onda com um barulho estrondoso.

Surfe

Aventura Radical

A beleza da pororoca não atraia apenas turistas para assistir o espetáculo, mas também surfistas que anualmente vem disputar o campeonato de surfe da pororoca. O vencedor é aquele que permanecer mais tempo na onda. O Record atual é do surfista Marcelo Bibita no Rio Araguari, com um tempo de 19 minutos e 14 segundos.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Aventura

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • e muito bom por que as imagens mostram a blz do rio!!!!!!!!

    Joyce 23 de Abril de 2015 11:53

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *